X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!

CFMRC - Centro de Formação, Mediação e Resolução de Conflitos

Já pensou em ser um mediador escolar?

Como mediador escolar você pode ajudar a resolver conflitos e proporcionar uma saudável convivência entre alunos, professores, funcionários e a comunidade.

Por Valda Maria Calderaro de Azevedo dia em Artigos

Já pensou em ser um mediador escolar?
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

O mediador escolar tem um papel estratégico que age tanto como agente preventivo de futuros conflitos, na escola, podendo ainda intervir no processo disciplinar.

Como todo mediador, o profissional dessa área precisa ser capacitado para realizar um bom trabalho de maneira efetiva. Contudo, o sucesso dessa função depende das aptidões desenvolvidas no intuito de melhorar a convivência na escola.

Aqui vão algumas dicas de qualidade na atuação do mediador escolar:

Proponha a mediação como uma possível solução. Forneça aos alunos ou envolvidos no conflito, a opção de ser voluntário para aplicar a ferramenta da mediação. Decidido por acolher-se voluntário, o estudante terá a oportunidade de verificar o que fazer frente à situação e resolver o conflito;

Organize as reuniões, estabelecendo normas e pautas. Delimite regras básicas como levantar a mão para falar, manter silêncio enquanto o outro colega fala. Tais regras servirão para que a mediação flua e surta efeitos positivos. Incentive o comprometimento das partes com a mediação;

Ensine aos estudantes como pode ser “ouvir de forma ativa” para que sejam capazes de compreender as pessoas afetadas pelo conflito. Seu trabalho como mediador é entender as perspectivas geradas no conflito, ajudar a canalizar o diálogo e encontrar soluções que possam beneficiar as partes envolvidas. Evite juízo de valor!

Primeiro entenda e depois repasse: O conflito pode ser uma oportunidade! Nós mediadores temos a capacidade de ajudar a criar opções de resolução de conflitos. Então, apresente o diálogo como ferramenta capaz de harmonizar a situação e instituir a paz.

Acalmados os ânimos, a situação deixou de ser tensa, ótimo! Mas sua capacidade será realmente reconhecida quando não são gerados outros conflitos do mesmo tipo. Assim, finalize a sua gestão com um reforço de compromisso, sele as reuniões com um pacto de paz.

Sabemos que conflitos não acontecem apenas entre alunos, mas também entre professores e alunos, funcionários e alunos, professores e pais, o que sugere que o mediador escolar pode e deve estar a serviço de todos. Doação completa.

Gostou das dicas, capacite-se!

Ajude sua escola, ajude sua comunidade.

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Deixe seu comentário aqui: